domingo, julho 22, 2007

Quem tem carro é pobre ?

Não é o que diz a matemática. Não é o que foi mostrado na TV semana passada, colocando o preço dos automóveis brasileiros em dólar e comparando com o preço de anos atrás...

Bom, lá estava eu, novamente no estadão, lendo uma matéria, um post, no "jornal do carro". O Autor, Carlos Guimarães, comenta sobre o provável aumento de veículos viajando neste país, talvez em função da diminuição da confiança no sistema aéreo. Ele comenta ainda que isso vai aumentar o número de acidentes, inevitávelmente.

Eu acredito que poderia duplicar o número de veículos trafegando nas rodovias brasileiras e não haver sequer um acidente, se todos fossem corretos, sérios e comprometidos com o que estão a fazer na estrada, deslocar-se e não correr. Mas essa não é a realidade, quase todo motorista que conheço, adora correr e ultrapassar algum carro, sempre mais rápido.

Resolvi ler os comentários do bem visitado jornal do carro. Bem visitado no quisito volume de visitas, não qualidade, ok ? Afinal, alguém que alega que o proprietário de um carro é um pobre contribuinte que paga ipva, não pode ser sério. Um outro comenta que os líderes desse país não trafegam pelas estradas assassinas... mais uma piada de mal gosto. Estrada não mata ninguém. Assim como a pista de Conconhas, mesmo sem o tal grooving nas cabeçeiras, permitiria o pouso da aeronave.

As pessoas se matam e colocam a culpa nos outros.

Um comentário:

Enoch! disse...

Oi Varda!
A gente muda a opinião conforme muda de perspectiva: se estou dirigindo um carro, reclamo dos motoqueiros que ultrapassam pela direita ou saem fazendo zigzag. Quando estou numa moto, quero fazer justamente aquilo que condeno quando estou nas quatro rodas!

=)