sexta-feira, julho 29, 2022

Buscas na Internet!

O Google é tão poderoso que "esconde" outros sistemas de busca de nós. Só não sabemos a existência da maioria deles.

Entretanto, ainda há um grande número de excelentes pesquisadores no mundo especialistas em livros, ciências, outras informações inteligentes.
Mantenha uma lista de sites que você nunca ouviu falar.

www.refseek.com - Busca de Recursos Acadêmicos. Mais de um bilhão de fontes: enciclopédia, monografias, revistas.

www.worldcat.org - uma busca pelo conteúdo de 20 mil bibliotecas mundiais. Descubra onde está o livro raro mais próximo de que precisa.

https://link.springer.com - acesso a mais de 10 milhões de documentos científicos: livros, artigos, protocolos de pesquisa.

www.bioline.org.br é uma biblioteca de revistas científicas de biociência publicada em países em desenvolvimento.

http://repec.org - voluntários de 102 países recolheram quase 4 milhões de publicações sobre economia e ciências relacionadas.

www.science.gov é um motor de busca estatal americano em mais de 2200 sites científicos. Mais de 200 milhões de artigos estão indexados.

www.pdfdrive.com é o maior site para download gratuito de livros em formato PDF. Reivindicando mais de 225 milhões de nomes.

www.base-search.net é uma das pesquisas mais poderosas sobre textos de estudos acadêmicos. Mais de 100 milhões de documentos científicos, 70% deles são gratuitos

sexta-feira, julho 15, 2022

Jair Bolsonaro, número 22

 "qual o número de Jair Bolsonaro para as eleições de 2022?"

 qual o número de Jair Bolsonaro para as eleições de 2022?


Dizem que o Google não dá essa resposta.
22.

Fim.



sexta-feira, julho 01, 2022

LGBTQIA+ LGBT Arco íris, e tudo que segue essa linha;

" O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª região (Pará e Amapá) realizou uma cerimônia de hasteamento da bandeira “LGBTQIA+” no dia 28 de junho em sua sede, em Belém/PA, ao som do Hino Nacional brasileiro. Esse vídeo foi extraído do perfil público do TRT8. (siga o 🧵)👇

Segundo o clipping de notícias do site do Tribunal, nessa cerimônia a bandeira “LGBTQIA+” foi colocada no lugar da bandeira do TRT-8. A bandeira ideológica, portanto, substituiu a bandeira do tribunal, o que é extremamente simbólico: a ideologia tomando o lugar da Lei.

Cita ainda a representante da associação, juíza Silvana Mattos Braga, que teria dito que “este momento é importante mostrar para a sociedade que a magistratura organizada se importa e abarca essa bandeira e entende como valor importante e social apoiar a causa”.

É necessário ressaltar, contudo, que apesar de a juíza Silvana ter dito que “a magistratura se importa e abarca essa bandeira”, o fato é que ela – assim como nenhum outro juiz – não fala pela magistratura, parecendo apenas ter externado uma visão de mundo individual, (…)

(…) e um desejo de que essa visão seja a da magistratura como um todo – como se fosse possível mais de 15 mil juízes pensarem igual e verem o mundo sob as mesmas lentes ideológicas.

Não. Quem “abarca essa bandeira” são pessoas perfeitamente individualizáveis, com nome, sobrenome e CPF, e não “a magistratura”, minha senhora.

Levantar bandeiras identitárias é ato político-ideológico, incompatível com serviços públicos de qualquer natureza.

A magistratura não deve levantar bandeira de NADA."

Ludmila Lins Grilo   @ludmilagrilo

https://twitter.com/ludmilagrilo/status/1543021877823770624

Eu ?  CONCORDO PLENAMENTE!!!!